7 de Março de 2009
O 1° encontro regional de mulheres activas no meio associativo
decorreu em Paris no dia 7 de MarÇo


Decorreu no passado sábado, dia 7 de Março e encadrado no Dia Internacional da Mulher, o 1° Encontro Regional de Mulheres Activas do Meio Associativo Lusófono, organizado pela CCPF (Coordenação das Colectividades Portuguesas em França) na Casa de Portugal, Residência André Gouveia. Representativas de 22 associações, estiveram presentes nesta actividade - que se prolongou durante todo o dia - sensivelmente quarenta mulheres, as quais tiveram a oportunidade de partilhar as suas experiências e testemunhos sobre o papel destas nas associações franco-portuguesas.

Madrinha da actividade, a Exma. Sra. Maria Virgínia Seixas da Costa, esposa do actual Embaixador de Portugal em França, deixou uma mensagem de incentivo e encoragamento às participantes “É com imenso gosto que as primeiras palavras que tenho ocasião de deixar expressas em França, como embaixatriz de Portugal, sejam dirigidas às mulheres do meio associativo lusófono. (…) A luta pela afirmação da mulher no mundo percorreu já um importante percurso, queimou muitas etapas, venceu diversas incompreensões, mas hoje – e acho que podemos dizer isso com orgulho – constata sucessos e realizações marcantes.”

Da parte da manhã, os sociólogos Albano Cordeiro e Maria Engrácia Leandro exposeram sobre diferentes aspectos da história da imigração portuguesa em França, relatando como na história as mulheres portuguesas viam os seus maridos e companheiros partir, posteriormente vinham juntar-se a estes nos meses ou anos seguintes.

Marie-Helene Euvrad e Nathalie de Oliveira, dirigente associativa e luso-eleita, fizeram uma abordagem, a primeira sobre o género de discriminações que a mulher é afectada actualmente, a segunda a implicação política destas, demonstrando de maneira satisfatória que a percentagem de mulheres tem vindo a aumentar. Carlos Gonçalves, deputado português Círculo da Europa, completou estes propósitos políticos. Seguiu-se um debate animado pela jornalista Andreia Barbosa, no qual cada um(a) pode compartilhar as sua experiências pessoais sobre a sua integração associativa, e sobre as suas experiências políticas, frequentemente ligadas às associações.

Da parte da tarde, quatro mulheres dirigentes associativas foram convidadas a intervir em três ateliers com os seguintes temas: “Que compromisso para as mulheres nas associações portuguesas em França”, animado por Maria Moreira; “Qual é a implicação que a vida associativa tem na vida familiar” por Manuela Costa Santos, Presidente da Associação Cultural Portuguesa do Les Ulis; e o último “Repercussão do compromisso da vida associativa na vida profissional” animado conjuintamente por Susana Gandra, tesoureira da CCPF e Teresa Salgado da ACEP Fenelon.

Destes debates surgiram diferentes conclusões, como a importância de dar às mulher outros postos mais significativos (que ela já os faz, como contabilidade ou tesouraria) e não somente relegar papéis secundários ou logísticos; o equilíbrio entre a vida familiar e a implicação associativa passa necessariamente pela comunicação e compreensão do conjugue e da família; ou ainda a oportunidade das mulheres servirem-se dos seus acervos profissionais (administrativos, tesouraria, negociação, etc.) e colocá-los ao serviço das suas próprias associações.

No culminar deste dia seis dirigentes associativas foram homenageadas pelos seus empenhos associativos, tendo-lhes sido remetidas medalhas honrosas nominativas. Desta maneira Deolinda Oliveira (Casa dos Arcos de Valdevez na Região de Paris), Manuela dos Santos (Associação Cultural Portuguesa de Ulis-Orsay); Teresa Salgado (Associação Cultural para os Estudos Portugueses – Fenelon); Cristina Salgadinho (Grupo Floclórico Flores d’Aldeia de Marly le Roi); Brigitte Boitel-Bonfils (da ADEPBA) e ainda Graça Loia (Associação Cultural Portuguesa de Neuilly-sur-Seine) foram condecoradas.

Este primeiro encontro será seguido de outros encontros regionais, em outras cidades departamentais, como Bordéus, Lyon, Estrasburgo ou Tours e um encontro nacional sera agendado, agrupando as mulheres dirigentes associativas portuguesas de toda a França.

A CCPF aproveita a agradece os seus patrocinadores destacando a Mairie de Paris, o ACSE, a Caixa Geral de Depósitos, Canelas, Luso.fr, e o CAPMAG.